CONTRATE UMA PALESTRA: (11) 3862-6122

YouTube Instagram Spotify Linkedin Twitter Facebook Deezer

Murilo Gun

Murilo Gun

Murilo Gun é um passaporte para o aprimoramento pessoal, uma mente privilegiada que ensina com humor e simplicidade como melhorar suas habilidades, desenvolver sua criatividade e como aprender novos pontos de vista.

Murilo Gun é um passaporte para o aprimoramento pessoal, uma mente privilegiada que ensina com humor e simplicidade como melhorar suas habilidades, desenvolver sua criatividade e como aprender novos pontos de vista. Do Recife para a NASA, uma história fascinante sobre uma pessoa fascinante.

A forma de pensar “outsidethebox” surgiu desde jovem. Em 1995, com apenas 12 anos, Murilo Gun ganhou o primeiro computador de presente. Além de utilizar para seu lazer, viu naquilo uma oportunidade. Em 1996, com 13 anos, criou um site inovador: ele escaneava as fotos da revista Playboy e as disponibilizava de forma gratuita em um site que ele criou, permeando com algum conteúdo.

O site fez tanto sucesso que ganhou prêmios. Murilo ganhou alguma projeção. Foi entrevistado pelo Jô Soares e tido como garoto prodígio. Mais tarde abriu a primeira empresa especializada em montagem de sites no Recife. A empresa deu certo e apareceram investidores para injetar dinheiro. Ele aproveitou e criou um site chamado “Peça comida” que foi o avô do ifood, onde se pedia comida, em um primeiro momento via pager, depois via fax. Deu errado. Por vários motivos, um ano e meio depois o site fechou. A empresa de sites também decidiu fechar.

Mas, enquanto tocava seus negócios, Murilo Gun também fazia palestras e divulgava seu próprio nome. Mesmo com tudo dando errado, ele já era relativamente conhecido. No discurso da formatura, se encantou com a plateia rindo das suas piadas. Na mesma hora percebeu que era aquilo que ele gostava e decidiu que queria trabalhar isso.

Resolveu se dedicar ao StandUp, que era algo novo no Brasil, mas nunca deixou de fazer suas palestras e trabalhar em empresas como administrador. Quando ele já estava com uma carreira relativamente sólida no humor, resolveu largar seu trabalho oficial e usar seu conhecimento profissional de uma forma convergente com seu hobbie.

Percebeu que o sucesso no humor dependia exclusivamente de televisão e que nesse meio seria muito difícil entrar, uma vez que existiam apenas meia dúzia de emissoras, então avaliou suas habilidades e decidiu investir em algo adequado a seu perfil de administrador + humorista: palestras em empresas. Um mix de motivação, humor e dicas de empreendedorismo.

Decidiu criar um canal no YouTube onde teria liberdade para criar. Nunca parou de questionar, de inovar de se reinventar. Mesmo desfrutando de uma fama considerável, a sede por evolução o motivou a se aprimorar ainda mais. Além de se formar em administração de empresas, fez também MBA em Gestão de Negócios e um curso de roteiro de comédia em Nova Iorque. Criou o curso “Criatividade para a solução de problemas”. Mas ainda estava pouco. Essa é a beleza das pessoas com sede de conhecimento: elas nunca se conformam. Leu um livro que falava sobre a escola Singularity e se interessou. A Singularity é uma parceria da NASA com o Google, que convoca 80 pessoas do mundo todo de todas as áreas para um curso que pretende estudar as tecnologias que impactarão o futuro e os oito grandes problemas globais.

Ele se candidatou pela internet e foi escolhido em meio a vários cientistas do mundo todo. Fez as malas e foi morar em um alojamento da NASA, com dedicação exclusiva ao curso.

Seus vídeos, todos eles, acrescentam muito em conteúdo, com o plus de uma apresentação dinâmica de humor. Suas dicas sobre como usar a criatividade para solucionar problemas são valiosíssimas e sua proposta de usar humor para resolver problemas é sensacional.

Como humorista, ele é sensacional. Um humor inteligente, com referências, sutilezas e uma boa dose de politicamente incorreto. Ele tem aquele humor que a gente tanto ama e elogia, em camadas: tem piada que qualquer dona de casa ou adolescente ri e tem piada que só 1% da população vai entender. Um humor democrático que estimula seu cérebro ao mesmo tempo que faz cócegas nele.


Whatsapp